O QUE DISTINGUE O DESENVOLVIMENTO DO ATRASO?

É através do conhecimento que se combate o atraso, a pobreza e as desigualdades. E que se promove a igualdade de acesso a oportunidades ao longo da vida.

Tudo se aprende. Aprendemos conhecimentos variados na escola e em outros locais: ler e escrever, jogar à bola, correr, fazer contas, brincar, cozinhar, costurar, pintar, dançar, tocar piano ou violino, cantar, programar, fazer experiências, observar com lupa e microscópio, conduzir, etc. Aprendemos a viver juntos e a viver com os outros, aprendemos a ser pessoas responsáveis, aprendemos a fazer escolhas e a intervir na sociedade.

Quanto mais sabemos, mais coisas somos capazes de aprender e de fazer. Mais competências temos.

Tens dúvidas?

O QUE SE ESPERA DE UM ADULTO EM 2030?

Imaginas o que se espera de um adulto em 2030?

Estamos em 2017 e pouco se sabe sobre o futuro. Mas sabemos que, nos últimos anos, o mundo mudou muito. E sabemos, também, que quem aproveitou as oportunidades que a escola lhe deu, fazendo as aprendizagens todas desde o 1º ciclo - saber e saber fazer, respeitar e intervir - não teve problemas de aprendizagem ao longo da vida.

Também sabemos que o mundo está em constante mudança: que a tecnologia avança a cada dia que passa, que são descobertas causas de doenças e novas forma de as tratar, que cada vez se conhece melhor a profundidade dos oceanos, as potencialidades do cérebro humano, os efeitos prejudicais ao ambiente e à saúde de produtos que usamos há anos (plásticos, pesticidas e outros químicos) e as alterações que o planeta Terra está a sofrer devido a decisões que, ao longo de décadas, não respeitaram o ambiente e os seres vivos.


ENSINO OBRIGATÓRIO ATÉ AO 12º ANO

ENSINO OBRIGATÓRIO ATÉ AO 12º ANO
No 12º ano, à Saída da Escolaridade Obrigatória, terás de garantir aprendizagens - saber e saber fazer, respeitar e intervir - que te permitam trabalhar em Portugal ou noutro país, tomar decisões e participar na sociedade de modo responsável. Um verdadeiro cidadão! Compreendes, agora, por que motivo são tão importantes as aprendizagens desde o 1º ciclo? Porque te permitem fazer novas aprendizagens nos ciclos seguinte e, no 12º ano, quando terminares o ensino obrigatório, terás garantido o Perfil do Aluno.

sábado, 11 de maio de 2019

ELEIÇÕES EUROPEIAS: 26 de maio. É IMPORTANTE VOTAR!


O Parlamento Europeu é um importante fórum de debate político e de tomada de decisão ao nível da União Europeia. Os deputados ao Parlamento Europeu são diretamente escolhidos pelos eleitores em todos os Estados-Membros para representar os interesses dos cidadãos no que respeita à elaboração de leis da UE e para se certificar de que as outras instituições da UE trabalham de forma democrática. 

Portugal pertence à União Europeia e, como tal, tem direito a ser representado por 21 deputados, pessoas que devem ser escolhidas por todos os portugueses, que vão participar no debate que decide as leis europeias sobre:
- alterações climáticas
- imigração
- desemprego juvenil
- proteção de dados
- acordos internacionais
- etc.
Está em causa a proteção da democracia nos países da União Europeia. Está em causa o futuro da Europa. O futuro dos cidadãos europeus. O teu futuro!

Todos os adultos devem participar na escolha de deputados para o Parlamento Europeu!
Sabes quais os grupos políticos existentes no Parlamento Europeu?

Onde votar?


Podes ajudar a esclarecer os adultos da tua família, explicando-lhes por que razão devem votar no próximo domingo.



Queres saber mais sobre a União Europeia?
História da União Europeia
Quais são os países da União Europeia?

DEPOIS DAS ELEIÇÕES
Em quem votaram os portugueses?  E os outros países?
Só votaram 30,73% dos portugueses! Os restantes optaram por não aproveitar o direito de voto como cidadãos europeus. 
Quem não vota aceita que os outros decidam por si.
Vê o resultado final... aqui.


Sabes quem nos representa no Parlamento Europeu? 

quarta-feira, 1 de maio de 2019

PEGADA ECOLÓGICA: qual é o impacto das nossas decisões diárias?

Será que tudo o que fazemos no dia-a-dia é bom para o ambiente? Pensa bem... 
Desde que nos levantamos, até ao fim do dia, em casa e na escola, fazemos coisas que produzem CO2 (dióxido de carbono) que é libertado para  atmosfera. 
Em alguns continentes as pessoas têm, no geral, hábitos de consumo excessivos, produzindo muito CO2 e, noutros continentes, produzem menos CO2. Cada cidadão produz, em média, cerca de 4 toneladas de CO2 por ano. 
Sabes que as alterações climáticas estão associadas ao aumento do efeito de estufa que, por sua vez, está associado ao aumento da libertação de vários gases, sendo o CO2 o mais preocupante.
O CO2 resulta da queima de combustíveis fósseis (carbono, petróleo e gás) usados, principalmente, na produção de energia e nos transportes. Daí que, em casa e na escola,  seja importante termos janelas que não deixem passar o frio nem o calor, para evitar o aquecimento e o arrefecimento; que  seja usado o transporte público,  para evitar automóveis individuais que libertam muito mais CO2,  etc.
Mas há outras causas que conduzem ao aumento da concentração de CO2 em volta da Terra. Descobre-as, consultando a informação indicada.
Com o aumento do efeito de estufa surge um problema que precisamos combater: as alterações climáticas.
Por isso mesmo cada município tem um compromisso, definido na Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, para o qual devem contribuir as políticas municipais e os cidadãos.

Calcula a tua Pegada ecológica? Faz as contas...  
Também podes calcular a tua pegada de carbono.
Ajudas ou prejudicas o planeta a TERRA? 
Pensa no que podes fazer para reduzir a libertação de CO2 , tanto em tua casa como na escola.

Queres saber mais?
- efeito de estufa
- alterações climáticas

sexta-feira, 29 de março de 2019

Prós e contras: A AMEAÇA SILENCIOSA...

O programa Prós e Contras ouviu estudantes que organizaram a greve estudantil climática em Portugal e, também, especialistas nestas matérias. 
Vê a parte 1 e a parte 2, de Ameaça Silenciosa.
Falaram sobre:
- O ar que respiramos. 
- Os mares que navegamos. 
- Os rios que utilizamos.
- A devastação florestal que não travamos. 
- Os alimentos que comemos.

Lê as notícias:
- Quem é Greta Thunberg?
Greta Thunberg entre milhares de alunos em Berlim em defesa do planeta
Viste os filmes e leste as notícias?
Queres saber mais sobre este assunto?
Apresenta as tuas dúvidas ou curiosidades em "comentários".

quinta-feira, 7 de março de 2019

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Não Fique à Espera



O número de mortes de mulheres vítimas de violência doméstica é assustador. Em 2019,  de 1 janeiro a 7 de março, já foram assassinadas 14 mulheres em Portugal.
Em 2018 morreram 28 mulheres vítimas de violência doméstica
Sofrimento e mortes que podiam ser evitados.

Para evitar estas situações é essencial que todos percebam que alguams situações que acontecem em muitas casas e, muitas vezes, entre namorados, são efetivamente, situações de abuso, de desrespeito pelo outro. E, se forem consentidas, podem conduzir a situações mais graves que colocam em risco a vida das pessoas e, por vezes, levam à morte.
A APAV (Associação de Apoio à Vitima) ajuda-nos a perceber quando existe violência doméstica. Procura aqui.

Vês, sabes ou ouves situações que achas estranhas e que te parece que não cumprem os Direitos Humanos? Então informa o GMOE (na escola).
Se estás em férias pede ajuda à APAV (253610091) ou através do número gratuito
Leste o texto anterior até ao fim? Então já sabes:
- em que situações se diz que uma pessoa é vitima de violência doméstica;
-  que há crianças, idosos e homens vítimas de violência doméstica.
Queres saber mais?
Há mais homens ou mulheres vítimas de violência doméstica? aqui.
Qual a idade das vítimas? Casadas ou solteiras? aqui
Há violência no namoro?


quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

DO AFEGANISTÃO À GRÉCIA: porquê? como? para quê?

Nem todos os países do mundo reconhecem os Direitos Humanos e os Direitos da Criança.
Nem todos os países vivem em Paz!
Nem toda  a gente sabe como é viver num país onde há Ditadura!
Nem todos percebem a importância da Democracia!
Observa as imagens:
- meninas e mulheres no Afeganistão; riscos a que estão sujeitas;

Quando há guerra e violência, as pessoas fogem. 
Porquê? Como? Para onde?
São muitos os refugiados que chegam à Europa, através do Mediterrâneo, vêm da Síria, Afeganistão e Eritreia. Fogem da guerra, do terrorismo, da violência, de torturas, de abusos, da fome e da doença que está associada à falta de condições de vida... porque não têm Direitos Humanos.
Grande parte desses povos entram, na Europa, através da Grécia, que fica mais perto do país onde nasceram e de onde fugiram. 
Sabes quais são os limites da Europa?
Observa o planisfério. Encontras o Afeganistão, a Síria e a Eritreia?
A que distância ficam da Grécia?

Observa o mapa com os dados relativos a refugiados em 2015. Quais são os países de onde fugia mais gente? Para onde vão?

Retirado aqui
Como achas que os refugiados chegam de um país tão distante, até à Grécia? Qual  será o meio de transporte? A pé? De barco? De autocarro? De bicicleta? De avião? Quanto tempo demoram a chegar a Grécia? O que levam com eles, roupa, comida, brinquedos, comida, telemóvel,...?


Por que razão vão para tão longe, se podem fugir para países que ficam mais perto?

Para saber mais:



REFUGIADOS - Tendências Globais ACNUR 2015



Só foge do seu país quem está em risco de vida. E, nestes casos, não é por falta de trabalho.
Retirado aqui



Queres saber mais?
Fugir do seu país
Um problema para todos os povos. Em especial para os refugiados e para a Grécia.

PERFIL DOS ALUNOS À SAÍDA DA ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

O que distingue o desenvolvimento do atraso é a aprendizagem. Tudo se aprende na vida e ao longo da vida:  aprendemos conhecimentos varia...