O QUE DISTINGUE O DESENVOLVIMENTO DO ATRASO?

É através do conhecimento que se combate o atraso, a pobreza e as desigualdades. E que se promove a igualdade de acesso a oportunidades ao longo da vida.

Tudo se aprende. Aprendemos conhecimentos variados na escola e em outros locais: ler e escrever, jogar à bola, correr, fazer contas, brincar, cozinhar, costurar, pintar, dançar, tocar piano ou violino, cantar, programar, fazer experiências, observar com lupa e microscópio, conduzir, etc. Aprendemos a viver juntos e a viver com os outros, aprendemos a ser pessoas responsáveis, aprendemos a fazer escolhas e a intervir na sociedade.

Quanto mais sabemos, mais coisas somos capazes de aprender e de fazer. Mais competências temos.

Tens dúvidas?

O QUE SE ESPERA DE UM ADULTO EM 2030?

Imaginas o que se espera de um adulto em 2030?

Estamos em 2017 e pouco se sabe sobre o futuro. Mas sabemos que, nos últimos anos, o mundo mudou muito. E sabemos, também, que quem aproveitou as oportunidades que a escola lhe deu, fazendo as aprendizagens todas desde o 1º ciclo - saber e saber fazer, respeitar e intervir - não teve problemas de aprendizagem ao longo da vida.

Também sabemos que o mundo está em constante mudança: que a tecnologia avança a cada dia que passa, que são descobertas causas de doenças e novas forma de as tratar, que cada vez se conhece melhor a profundidade dos oceanos, as potencialidades do cérebro humano, os efeitos prejudicais ao ambiente e à saúde de produtos que usamos há anos (plásticos, pesticidas e outros químicos) e as alterações que o planeta Terra está a sofrer devido a decisões que, ao longo de décadas, não respeitaram o ambiente e os seres vivos.


ENSINO OBRIGATÓRIO ATÉ AO 12º ANO

ENSINO OBRIGATÓRIO ATÉ AO 12º ANO
No 12º ano, à Saída da Escolaridade Obrigatória, terás de garantir aprendizagens - saber e saber fazer, respeitar e intervir - que te permitam trabalhar em Portugal ou noutro país, tomar decisões e participar na sociedade de modo responsável. Um verdadeiro cidadão! Compreendes, agora, por que motivo são tão importantes as aprendizagens desde o 1º ciclo? Porque te permitem fazer novas aprendizagens nos ciclos seguinte e, no 12º ano, quando terminares o ensino obrigatório, terás garantido o Perfil do Aluno.

sábado, 16 de dezembro de 2017

VISITA ÀS EXPOSIÇÕES: "ASPA: 40 ANOS DE LUTA(S)" E "ERA UMA VEZ UMA CIDADE"

Reserva arqueológica 
Para perceber as transformações que aconteceram em Braga desde o tempo de Bracara Augusta até aos nossos dias,  os alunos do 5º1 fizeram um percurso a pé, no dia 15 de dezembro, desde a escola até ao centro da cidade, com paragem na colina de Maximinos.
Nesse local um grupo de cidadãos iniciou, em 1976, um movimento de luta pelo salvamento de vestígios arqueológicos descobertos durante a construção de uma zona residencial.  O movimento deu origem à ASPA (Associação para a Defesa, Estudo e Divulgação do Património Cultural e Natural), associação que ainda existe.
Perceberam que por baixo e em redor do parque radical e em frente ao Museu D. Diogo de Sousa, é uma reserva arqueológica para o futuro. Um dia, quando forem realizadas escavações, há garantia de aí encontrar mais elementos de Bracara Augusta. 
No Largo de S. Paulo





Passaram no Largo de S. Paulo, onde viram o traçado do pavimento representando os muros de uma dómus que lá existiu.







Depois visitaram as exposições "ASPA: 40 ANOS DE LUTAS" e ERA UMA VEZ UMA CIDADE
Dando opinião sobre a exposição da ASPA



ASPA: 40 ANOS DE LUTAS, no Museu Nogueira da Silva. Onde consultaram informação sobre monumentos que esta associação ajudou a salvar: Bracara Augusta, Mosteiro de Tibães, Complexo das Sete Fontes e muitos outros.

ERA UMA VEZ UMA CIDADE, na Torre de Menagem. A informação prestada através de desenhos ajudou a perceber como se vivia em Bracara Augusta, como cresceu a cidade até ao séc. XVIII e os monumentos construídos em cada época da História de Braga.
Aumentar a imagem

Uma exposição que ajuda a perceber como era Bracara Augusta e lança a curiosidade para visitar os muitos monumentos romanos representados: Termas, Insulas, Dómus, Teatro, Fórum, Anfiteatro, etc.
Os desenhos da exposição mostram monumentos importantes. Ficou a curiosidade para os visitar.







No tempo dos romanos havia um Teatro.





Também havia um Forum.







E muralhas para proteger Bracara Augusta.


Depois os pisos com desenhos da cidade medieval e da cidade barroca.

Todos sabiam que as Sete Fontes foram mandadas construir por D. José de Bragança. Mas nada dizia sobre o assunto na informação sobre este arcebispo!

Sem comentários:

Publicar um comentário

PERFIL DOS ALUNOS À SAÍDA DA ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA

O que distingue o desenvolvimento do atraso é a aprendizagem. Tudo se aprende na vida e ao longo da vida:  aprendemos conhecimentos varia...